tipos-de-combustivel-geracao-seminovos-hyundai

Tipos de combustíveis: sua indecisão entre GNV, gasolina e etanol acaba neste post

Você tem um carro flex ou há tempos vem desbravando a internet em busca das vantagens de instalar um kit gás. Agora, a grande dúvida que bate à sua porta é: entre os tipos de combustíveis, qual é o mais adequado ao seu veículo?

Além de pensar na redução dos danos a longo prazo, provavelmente seu objetivo é economizar. Qual, afinal, é o melhor custo-benefício? A Geração Seminovos está aqui para eliminar de vez esse problema da sua vida.

Não perca as super dicas que separamos. Pronto!?

GNV, Etanol e Gasolina: quais características os fazem diferentes?

A finalidade é a mesma! E, logicamente, você sabe muito bem disso. Mas por que raios há tantas diferenças entre um e outro? A resposta é simples e complicada ao mesmo tempo. Mas calma que já já tudo será esclarecido.

A escolha que você faz sobre qual combustível colocar no seu automóvel afeta diversos aspectos, como vida útil das peças e desempenho. As matérias-primas são distintas, o que também interfere nos valores para o consumidor final.

Agora é a hora de focar na sua tela. Vamos lhe mostrar o que cada opção entrega de vantajoso e desvantajoso. Confira abaixo:

GASOLINA: A QUERIDINHA DOS BRASILEIROS

Extraído do petróleo e amplamente difundido no Brasil, é o combustível mais utilizado em carros de passeio. A gasolina é muito eficiente no arranque e desenvolvimento do motor. 

Em contrapartida, a grande questão envolve a variação de preços nas bombas. Em diversos locais do País, o custo do litro é considerado excessivamente alto.

Com o propósito de não lhe deixar finalizar esse post com um conhecimento raso, precisamos também falar dos subtipos dela. Vamos entendê-los:

  • COMUM

    É produzida em alta escala. Por este motivo, pode suprir a demanda anual sem escassez de produto nos postos. Contudo, no campo das desvantagens podemos citar a alta poluição ao meio ambiente e a quantidade de resíduos que permanecem no motor. Ao longo do tempo, a manutenção deverá ser constante.

  • ADITIVADA

    A diferença entre as gasolinas comum e aditivada está justamente nos aditivos que esta última recebe. Eles diminuem a concentração de resíduos no motor. Consequentemente, a quantidade de manutenções do seu veículo será mais baixa. No entanto, quando falamos em custos, a gasolina aditivada não gera economia de combustível.

  • PREMIUM

    Talvez você nem lembre dessa versão da gasolina, mas ela é muito indicada para veículos de alta compressão, importados e turbinados. A potência do motor é otimizada e há ligeira redução no consumo. Já economicamente falando, o subtipo é o mais caro dos três.

ETANOL: O MEIO AMBIENTE AGRADECE PELA ESCOLHA

O Brasil produz etanol (ou álcool) a partir da cana-de-açúcar, diferente de outros locais pelo mundo que o extraem de plantas como o milho, por exemplo. Em resumo, para países que não possuem reserva de petróleo, o Etanol é extremamente vantajoso. A dependência é praticamente zerada.

Voltando para terras tupiniquins, o combustível é desvantajoso em relação à gasolina pelos custos de consumo, já que os preços podem oscilar de acordo com a safra da cana. Já em termos de desempenho, o carro consome mais por litro, o que irá demandar mais paradas para abastecer.

O principal benefício é ambiental mesmo. Por sua origem ser de fonte renovável, a emissão de poluentes na atmosfera é menor.

Nota:

 Utiliza-se Etanol apenas em veículos flex. O fato é que você pode colocá-lo em qualquer  tanque, mas nem queira imaginar a quantidade de prejuízos que terá. 

Nota 2:

Em locais mais frios não é indicado o uso. Isso ocorre porque abaixo de 13ºC a capacidade de combustão fica comprometida.

GNV: O brother da economia

Há vantagens econômicas e ambientais importantes a serem consideradas quando o motorista opta pelo Gás Natural Veicular (GNV). Apesar de em um primeiro momento ser necessário o investimento em um kit que não é barato, o ganho está inteiro no longo prazo. 

O que queremos dizer é que ao rodar, o custo do quilômetro cai praticamente pela metade. Com ele, não há contaminação do óleo e o sistema de injeção do motor estará sempre limpo. 

Muita gente não sabe, mas esse gás é sim derivado do petróleo. Contudo, também pode ser considerado mais sustentável frente aos demais combustíveis.

O inconveniente, é colocar todo aquele volume ocupando o porta-malas do veículo. Além disso, o carro perde a garantia de fábrica (se houver)  e há maior desgaste de algumas peças. Alguns especialistas defendem, inclusive, a diminuição da potência do carro. Porém, com o desenvolvimento da tecnologia, outros afirmam não existirem muitas diferenças.

Fique atento!

Caso o seu veículo não seja configurado para o GNV, você precisa procurar uma empresa qualificada para executar a conversão. Desta forma, a possibilidade de haver estragos será significativamente minimizada.

Foque na segurança!

Preste atenção aos possíveis vazamentos. Em caso de constatá-los, procure um mecânico imediatamente.

Se o veículo ficar por muito tempo na garagem…

Não esqueça de retirar o combustível líquido do tanque. Caso a gasolina comum fique parada por muito tempo, uma crosta começa a se formar e obstruir os filtros. O resultado será o entupimento dos injetores e, para carros mais antigos, dos carburadores. O mesmo vale para o etanol, apesar de levar mais tempo para essa degradação. 

A gasolina aditivada ainda é a melhor opção, em uma hipótese do carro ficar parado por um longo período.

Qual é a pior condição de gasto de combustível?

É aquele irritante arranca e para. O gasto do combustível é imenso quando há congestionamentos. Todavia, se não houver sistema start/stop no veículo, condutor e passageiros correm riscos se o veículo for desligado em prol da economia. 

Agora que você já está pronto para escolher entre os tipos de combustíveis…

A Geração Seminovos está lhe esperando para tomar um café, enquanto você escolhe seu seminovo. Venha conhecer nossa loja e conversar com a nossa equipe.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *