Confira os documentos necessários para fazer uma transferência de carro

Transferência de carro: confira os documentos necessários

Vai comprar um veículo usado e não sabe dos documentos necessários para uma transferência de carro? Bem, essa dúvida é muito comum, principalmente depois que a Lei Federal nº 13.111/2015 mudou algumas regras na hora da transação.

Por isso, o Grupo Geração traz os documentos necessários para que você possa fazer a transferência do veículo usado, evitando dores de cabeça no futuro. O processo é simples e depende da cooperação do vendedor no momento da transferência.

Antes dos documentos, precisamos avaliar a situação do carro. O primeiro passo é conferir se o veículo está em ordem através do Registro Nacional de Veículos Automotivos (Renavan).

Você pode conferir se há pendências no carro comparecendo a uma junta do Departamento de Trânsito (Detran), do seu município. A consulta é rápida e simples, mostrando como está a situação do veículo e se confere com o bem que pretende adquirir.

Com tudo certo, chegou a hora da compra. O vendedor do veículo precisará preencher o Certificado de Registro do Veículo (CRV), reconhecendo firma e o assinando.

Veja se não há débitos a serem quitados pois, caso faça a transferência de carro para o seu nome, ele só será liberado após o pagamento de todas as dívidas. Com o CRV em mãos, vá a um banco conveniado pelo Detran do seu estado para registrar um novo Certificado.

Transferência de carro - Grupo Geração

O Detran mostrará se há pendência judicias ou encargos a serem cobrados. Também solicite documentos como licenciamento e veja se o chassi do veículo corresponde ao impresso na carroceria.

Os documentos que você precisará, desta forma, são:

  • Seu RG e CPF, original e cópia;
  • O comprovante de endereço da sua residência, datado até três meses antes da transferência, também com original e cópia;
  • Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo, original e cópia;
  • CRV reconhecida em cartório pelo antigo proprietário do veículo;
  • Dois (2) decalques do chassi – caso não consiga retirar, utilize de fotografia;
  • Duas (2) vias do formulário do Renavan encontrados no Detran do seu estado;
  • Comprovante de pagamento do novo CRV.

Com todos os documentos, você já poderá fazer uma transferência de carro. Há a possibilidade de que alguém da sua família, designado por você, faça o processo, mas é preciso que comprove, através da documentação, o parentesco. Também poderá ser representado por um procurador legal, desde que haja a procuração.

As transferências interestaduais e intermunicipais seguem algumas outras regras: prontuário do carro, certidão negativa de roubo, furto ou multa, vistoria do Detran e decalque do chassi são necessários para que seja feita uma transferência de carro para o seu nome, além dos documentos acima descritos no momento em que fechou o negócio.

Agora é só comemorar e aproveitar do seu novo veículo. Sempre busque o negócio com pessoas que mostrem transparência no momento da negociação, fornecendo prontamente os documentos solicitados para que você possa fazer todas as vistorias necessárias.

Comprar com quem entende do assunto, como o Grupo Geração, é a melhor maneira de adquirir o automóvel sob medida que você está procurando. Assim, poderá andar – e dormir – com mais tranquilidade.

Carros seminovos são a nova sensação de vendas no Brasil. Veja por que!